Política

4º BPM doa mais de 200 kg de alimentos para a Liga Feminina de Combate ao Câncer em Gurupi

Alimentos arrecadados pelo 4º BPM durante a realização do Desafio Steve’s são doados para os pacientes assistidos pela Liga Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer de Gurupi.

18/09/2019 09h47
Por: Redação
256
Comandante da Unidade e comitiva fazendo a entrega dos alimentos à Liga Feminina de Combate ao Câncer
Comandante da Unidade e comitiva fazendo a entrega dos alimentos à Liga Feminina de Combate ao Câncer

Na manhã desta terça-feira, 17, o 4º Batalhão de Polícia Militar – 4º BPM fez a doação de mais de 200 kg de alimentos não perecíveis para a Liga Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer, em Gurupi. A entidade situa-se na avenida Piauí nº 2154, centro. Ela não tem fins lucrativos e é liderada por mulheres que atuam em apoio aos pacientes que realizam tratamento de câncer.

A ação solidária é fruto de arrecadação capitaneada através da coordenação do Desafio Stive’s Race realizado pelo 4º BPM no dia 25 de agosto, dia do soldado. Como parte do desafio, os atletas doaram um quilo (kg) de alimento não perecível com o propósito de ser destinado à entidade filantrópica.

Antes da realização do Desafio o Comandante da Unidade, tenente-coronel Jaime Porfírio de Souza, recebeu a visita de membros da Liga Feminina, que após divulgar o trabalho da entidade, solicitou apoio na arrecadação de donativos para quitação da casa de apoio aos pacientes de câncer. Na ocasião, o comandante se comprometeu a realizar a parceria, a qual se efetivou durante a corrida com obstáculos denominada Stive’s Race.

A entrega dos donativos aconteceu nesta manhã, momento em que a comitiva do Batalhão visitou a entidade e fez a entrega dos alimentos.

Durante o ato, a presidente da Liga, Clésia Maria Sena Passos, destacou que a ação realizada pelo 4º BPM foi de suma importância para a entidade e seus beneficiários e que a parceria com a Unidade será profícua.

O comandante da Unidade ressaltou que a Polícia Militar embora possui atribuição constitucional de atuar no policiamento ostensivo e preventivo para garantia da segurança pública à comunidade, os seus integrantes são solidários e se preocupam com o bem-estar e a melhoria da qualidade de vida das pessoas, especialmente as que carecem de amparo da sociedade.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.