ATUAÇÃO PARLAMENTAR

Deputado Gleydson Nato propõe Projeto de Paz nas Escolas

Segundo o deputado, a ideia do Projeto prevê uma educação pautada em aprender a viver juntos.

24/09/2019 20h09
Por: Redação
Fonte: Ascom
185
Segundo o deputado, a ideia do Projeto prevê uma educação pautada em aprender a viver juntos.
Segundo o deputado, a ideia do Projeto prevê uma educação pautada em aprender a viver juntos.

Para reduzir a violência nas escolas o deputado estadual Gleydson Nato (PHS), apresentou nesta terça-feira, 24, na casa de leis, um Projeto de Lei que cria o Programa Paz na Escolas, a ser implantada pelos estabelecimentos de ensino vinculados ao Sistema Estadual de Educação. “A proposta prevê a formação de equipes multidisciplinares, de trabalho para atuar junto às instituições de ensino, com o objetivo de fortalecer o papel social da escola na promoção da paz, da cidadania, da solidariedade e promover a cultura de tolerância”, explica Gleydson.

Articulação do Projeto

 O parlamentar argumenta que a cada dia vem crescendo a violência nas escolas, sendo a agressão física, social, bullying, grosseria, falta de respeito, desigualdade social e racial, dentre outras agressões, e este assunto deve ser pautado juntamente com toda equipe escolar, instituições, pais, alunos, gestores escolares, servidores, município e toda a sociedade, para buscar alternativas de combater a violência, e orientar os jovens, argumenta o deputado.

Segundo o deputado, a ideia do Projeto prevê uma educação pautada em aprender a viver juntos.  Gleydson Nato defende que “esse projeto é pensado com o objeto de diminuir a violência nas escolas, de forma a contribuir e garantir os direitos humanos, o bom convívio na sociedade, o respeito, a responsabilidade e solidariedade, podendo ser acompanhado de perto por toda a comunidade”, finaliza Nato

Equipes de trabalho

O Projeto abre possibilidades da articulação conjunta entre diversos setores.   As equipes que atuarão nas escolas serão constituídas pela Secretaria da Educação, Juventude e Esportes, Secretaria da Saúde, Secretaria da Cidadania e Justiça, Polícias Civil e Militar, Conselhos Tutelares, Ministério Público e o Poder Judiciário. Esses grupos atuarão na prevenção e no controle da violência nas escolas, além de analisar suas causas e apontar possíveis soluções.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.