FECOMERCIO POUP_UP
4 rodas
MÚSICA

Braguinha Barroso, multicampeão de festivais, é mais uma atração do AmazoniCanToria

Show será nesta quinta-feira (30) na Praça D’Abadia, a partir das 21h. Antes, no mesmo local acontece o Festival UnirG de Poesia falada

28/05/2019 08h58
Por: Redação
534

Sebastião Barroso Sampaio, o Braguinha Barroso, nasceu em 22 de janeiro de 1954, em Tocantinópolis, no Bico do Papagaio. Forjou sua trajetória como cidadão e músico a partir de suas origens familiares: cearense, baiana e piauiense. A história de Braguinha com a música começou quando ele estudava no educandário Manoel Ataíde, em Araguacema, participando do coral da escola. De lá para cá, nunca mais parou.

Na juventude, fez carreira em Carolina (MA) e Araguaína (TO). Depois pegou a estrada e partiu para Goiânia, onde sonhava promover seu trabalho. Tocou em todos os lugares possíveis, especialmente em boates. Logo em seguida começa a fase dos festivais. Estes foram a porta principal para a divulgação da obra do artista.

Em busca de reconhecimento, viajou por praticamente todo o País, tendo acumulado inúmeras premiações em festivais de todos os gêneros. Braguinha, homem de pequena estatura, na verdade, torna-se um gigante no palco. É um dos cantadores tocantinenses mais vibrantes no palco, canta e ginga com todos os seus músculos e ossos.

Braguinha cria com igual qualidade baladas românticas e canções de protesto. Passeia por melodias que produz em sequências harmônicas simples e profundas com a mesma intensidade com que se desdobra em ritmos frenéticos, acrescidos por batuques de instrumentos rítmicos, que denotam a influência negra nas obras do artista.

Ainda na década de 80 participou do festival latino-americano Musicanto, que aconteceu no Rio Grande do Sul. Depois, classificado em primeiro lugar da região Norte, no festival de música da Rede Globo em Brasília, em 1995, o compositor Braguinha Barroso consagrou-se como o melhor intérprete em "Catirandê".

O primeiro CD solo de Braguinha chama-se "Indez", vendido nas feiras populares. Braguinha conta que, além de propiciar ao tocantinense a oportunidade de conhecer a harmonia das notas de suas músicas, outro motivo que o levou a lançar seu CD nas feiras foi o combate à pirataria.

 

Em Gurupi

Em 2018 Braguinha Barroso foi um dos finalistas no Festival GuruFestival, que aconteceu no mês de novembro, na Praça do Centro Cultural Mauro Cunha. Agora ele retorna à cidade como uma das atrações do AmazoniCanToria, projeto desenvolvido em parceria com os também cantores e compositores tocantinenses, Lucimar, Genésio Tocantins, Dorivã e Juraíldes da Cruz.

“É uma ótima oportunidade para mostrarmos nosso trabalho, que foi apresentado em Palmas e recebeu as melhores críticas. Espero que o povo de Gurupi goste”, diz Braguinha Barroso. 

(Com informações do Portal CT: http://www.clebertoledo.blog.br/revista/viver-tocantins/23/577/a-historia-de-braguinha-com-as-sete-notas/index.html)

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Gurupi - TO
Atualizado às 09h40
29°
Poucas nuvens Máxima: 40° - Mínima: 20°
29°

Sensação

0 km/h

Vento

49%

Umidade

Fonte: Climatempo
dog center
dog center 2
fecomercio
CLINICA
Últimas notícias
FÉCOMERCIO 2
Mais lidas
FECOMERCIO 01
Anúncio